Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
5


A

A

A

A

A

A

A

A

MeusLinks.com - Informação e conteúdo todos os dias para você!


MUSEU DO CARAMULO

A

Museu do Caramulo

O Museu do Caramulo está localizado na vila portuguesa do Caramulo, concelho de Tondela, distrito de Viseu.

Caramulo:A Vila e o Museu

A localidade do Caramulo nasce em 1921, na vertente sul da Serra do mesmo nome, fruto da iniciativa de um médico, Jerónimo de Lacerda que, do nada, criou a maior estância sanatorial do País e da Península Ibérica. Magnífica obra urbanística dotada de infra-estruturas únicas em Portugal, naquela data.

Em 1938 já possui água canalizada ao domicílio, uma exemplar rede de esgotos urbanos e respectiva estação de tratamento, sistema de recolha de lixos com forno crematório, energia eléctrica produzida a partir de central hídrica própria, bem como um planeamento urbanístico invulgar, com estradas largas com passeios, espaços verdes e jardins públicos de beleza incomparável e numa proporção nunca vista.

É neste cenário que, em 1921 e 1923, nascem dois filhos do Dr. Jerónimo de Lacerda, Abel e João. Cientes de que o progresso da medicina ditaria o fim do Caramulo enquanto centro de tratamento, Abel, que enveredara pela carreira de economista, e o seu irmão João, médico, iniciam a procura de ideias que assegurem a sobrevivência da sua terra e a continuação da obra herdada.

Decidem programar a transformação das estruturas existentes em turismo de altitude e retirar ao nome Caramulo o epíteto de doença, convertendo o cenário serrano em polo de atracção cultural e artística. É com esta ideia em mente que Abel e João de Lacerda, fundam nos anos cinquenta, um invulgar museu, situado numa montanha no centro de Portugal, com luxuriante vegetação, virada a Sul, sobre um vale extenso de 80 km: o mais vasto panorama do país.

Abel de Lacerda, apaixonado pela arte, constrói um edifício, com os mais modernos conceitos de museologia, para expor uma invulgar colecção de objectos de arte constituída por 500 peças de pintura, escultura, mobiliário, cerâmica e tapeçarias, que vão da era Romana até Picasso.

João de Lacerda, apaixonado por automóveis, constrói outro edifício anexo ao primeiro, vocacionado para expor 100 automóveis e motos, dentro do princípio de que todos os veículos pudessem sair facilmente, para exibição e conservação. Com a morte prematura de Abel de Lacerda em 1957, criou-se a Fundação Abel de Lacerda - hoje Fundação Abel e João de Lacerda - proprietária dos dois museus de Arte e Automóveis, abertos ao público todo o ano.

Mais de 1 milhão de visitantes entraram neste meio século, no Museu do Caramulo. O edifício planeado por Abel Lacerda, para albergar as preciosas antiguidades doadas, foi inaugurado pelo Presidente da República em 1959, tendo sido um dos primeiros museus concebidos e realizados em Portugal, com todos os requisitos modernos da museologia.

Colecção de Arte

Iniciada em 1953, por iniciativa de Abel de Lacerda, sob o lema da generosidade, a colecção de arte do Museu do Caramulo é hoje constituída por ofertas de coleccionadores e artistas contemporâneos de renome como Salvador Dali, Pablo Picasso, Chagall, Fernand Léger ou Jean Lurçat, e de consagrados pintores nacionais, como Vieira da Silva, Grão Vasco, Silva Porto, Columbano e Amadeo de Sousa Cardoso, passando ainda por artistas flamengos como Frei Carlos, Quinten Metsijs, Isembrant, Jacob Jordaens ou franceses como Hyacinthe Rigaud, Frans Pourbus, Raoul Dufy.

A colecção de arte reveste-se de uma enorme riqueza dadas as diferentes categorias de objectos que encerra e que abarcam um largo período histórico, desde a Antiguidade até à Contemporaneidade, numa rigorosa selecção.

As salas do museu enchem-se de peças de pintura, escultura, mobiliário, ourivesaria, marfim, vidros, esmaltes, têxteis e cerâmica. Neste último grupo, revelam -se o gosto e técnica das mais diversas épocas, desde o período Han e Tang até uma jarra de Picasso, porcelanas Delft e Ming, com especial relevo para a célebre garrafa de Jorge Álvares de 1552.

O núcleo de escultura é composto por peças de artistas portugueses como Salvador Barata Feyo, Canto da Maya, Leopoldo de Almeida ou António Duarte, bem como os estrangeiros, José Cañas e José Clará. Na secção de têxteis, salientam-se 4 tapeçarias monumentais, encomendadas pelo Rei das Descobertas - D. Manuel I - tecidas em Tournai no 1º. Quartel do Séc. XVI.

Pelo seu enorme valor cultural, estas peças constituem um meio privilegiado para a compreensão do século XVI, das relações entre Portugal e a Flandres até à influência das Descobertas na arte ocidental. Como forma de albergar este notável conjunto de obras de arte foi construído o actual edifício do museu, desenhado pelo arquitecto Alberto Cruz, dotando-o de todos os requisitos necessários à preservação e valorização dos objectos a expor.

De dimensões imponentes e utilizando materiais da região, granito e xisto, num estilo neo-clássico, o Museu do Caramulo tem a forma quadrangular. Foi construído em torno de um claustro do século XVIII, proveniente do Convento Franciscano da Fraga, em Sátão - que em 1954 Abel Lacerda adquiriu e salvou da destruição iminente - o que permite que a exposição possa ser vista de forma contínua.

O claustro foi então transportado para o Caramulo peça por peça e aí remontado e restaurado com o necessário rigor e respeito pelos aparelhos de pedra, travejamentos e telhas rústicas, estas últimas, nalguns casos negociadas com as gentes da serra, por troca com telhas novas. Foi o primeiro edifício concebido em Portugal expressamente para ser museu.

Colecção de Automóveis, Motociclos e Velocípedes

João de Lacerda encontra, um certo dia, um Ford T em estado de quase sucata. Pára e compra-o. Estava iniciada a melhor colecção de automóveis antigos que alguma vez se constituiu em Portugal. Perfeccionista e criterioso, reconstrói meticulosamente os automóveis que vai adquirindo, dando-lhes a grandeza e autenticidade dos tempos em que circulavam pelos caminhos do nosso País.

Na sequência de uma sugestão do Presidente Américo Thomaz, a quando de uma visita ao Museu do Caramulo, decide expor a sua colecção e cria aquilo que fica conhecido como o Museu Automóvel do Caramulo, inicialmente instalado no piso térreo do edifício da Fundação Abel de Lacerda.

Assim nasceu em 1959 e pela primeira vez em Portugal um Museu Automóvel, quando na Europa apenas existiam pouco mais de uma dezena. Perante o sucesso obtido junto do público, João de Lacerda planeia a construção de um novo edifício apropriado para museu de automóveis, que reunisse, entre outros, os seguintes requisitos: ter capacidade para expor 60 veículos de forma a que todos pudessem sair facilmente, para a necessária conservação da mecânica e ficar aberto a todos os coleccionadores à semelhança do Museu de Arte.

É construído a expensas próprias e com a ajuda de algumas empresas de petróleo e inaugurado em 1970 pelo Presidente da República. Com a sua enorme dinâmica, João de Lacerda leva os seus automóveis a participar numa centena das mais conhecidas e prestigiadas provas para automóveis antigos e de colecção, como sejam o London-Brighton, a Louis Vuitton China Run, o Rally de Marrocos, o Paris-Rouen, o Bordeaux-Paris para viaturas até 1900, as Mille Miglia, o Rally de Montecarlo, a exposição na Bagatelle Paris, etc. onde acumula prémios e louvores.

A sua arte de conduzir e o impecável estado das mecânicas, com que apresenta os automóveis, granjeia-lhe a ele e ao Museu do Caramulo enorme respeito e prestígio internacional. O prestígio das marcas Bugatti, Rolls Royce, Mercedes, Ferrari, Porsche, Peugeot, Lamborghini, Jaguar, Unic, Panhard, Oldsmobile, Cadillac, Darracq, Renault, Pegaso, Benz, Fiat, etc. e o facto de todos os veículos expostos estarem em perfeito estado de circulação, aliados a uma reconstrução impecável, permitiram creditar o Museu do Caramulo, na sua componente automóvel, como um dos mais notáveis da Europa.

O que foi reconhecido publicamente com a nomeação, pela Federação Internacional Automóvel, do Dr. João de Lacerda para membro do seu Comité Histórico. O Museu do Caramulo vem, com esta nova aposta, não só complementar as colecções já existentes como aumentar a sua oferta nos serviços educativos e pedagógicos, conquistando assim novos públicos.

Surge o 25 de Abril de 1974. A convulsão política gerada leva muitos dos coleccionadores a retirar os seus carros que eram então, injustamente, considerados como uma manifestação capitalista decadente... O Museu corre o risco de desaparecer, mas decorridos cinco anos, com a recuperação da acalmia política, consegue-se refazer parte da colecção.

Recuperada a confiança de muitos coleccionadores para a cedência, temporária, dos seus automóveis e com o núcleo principal cuidadosamente preservado pela família Lacerda, o Museu Automóvel do Caramulo retoma o prestígio antigamente grangeado a nível internacional, de ser um dos melhores da Europa. Muitos dos automóveis expostos actualmente têm uma relação com a História de Portugal.

Na colecção automóvel exposta permanentemente no museu pode observar-se o mais antigo automóvel ainda em funcionamento em Portugal, o Peugeot de 1899; o Bugatti 35B, em que Lehrfeld estabeleceu, em 1931, o recorde do quilómetro lançado, a mais de 205 km/h; o Mercedes-Benz blindado e o Cadillac que estiveram ao serviço do Prof. Doutor Oliveira Salazar; o Pegaso Sport, oferecido pelo General Franco ao Presidente Craveiro Lopes; o Chrysler Imperial da PIDE que protagonizou a "Fuga da Prisão de Caxias"; o Renault que foi pertença do conselheiro João Franco; o Rolls-Royce que serviu a Rainha Isabel II, o Presidente Eisenhower e o Papa João Paulo II nas suas visitas a Portugal ou o Fiat oferecido ao Dr. João de Lacerda, pelo presidente do Grupo Fiat.

Colecção de Miniaturas e Brinquedos Antigos

O Museu do Caramulo abriu ao público, em Março de 2004, uma exposição de brinquedos antigos e miniaturas de colecção. Esta nova exposição, com carácter permanente, conta com mais de 4000 peças e cobre quase um século da história do brinquedo e do coleccionismo, mostrando a evolução do brinquedo e das miniaturas através das suas várias fases e materiais. Da lata ao plástico, da massa ao ferro, a exposição oferece uma grande variedade não só em termos das peças expostas, como na origem dos países e formas de produção.

A variedade das temáticas expostas é muito alargada, cobrindo áreas como aviação, comboios, barcos, automóveis e transportes terrestres, militares e guerra, pistas de acção, jogos e ficção científica, não esquecendo os brinquedos de origem portuguesa. Além da colecção, o museu organiza anualmente a Feira de Miniaturas e Brinquedos Antigos Troca, Compra & Venda, juntando vendedores e coleccionadores de norte a sul num lugar diferente dos habituais e oferecendo simultaneamente uma visita às colecções do Museu do Caramulo.

Esta feira decorre nos dois andares do claustro do século XVIII do museu, situado no seu centro, rodeado pela mais antiga colecção de automóveis antigos de Portugal, e junto da exposição de miniaturas e brinquedos antigos.

Caramulo Motorfestival

O Caramulo Motorfestival é um evento dedicado aos automóveis e motociclos clássicos e desportivos, que combina a parte de competição de um rally e de uma rampa, com um conjunto de acções lúdicas e turísticas, como sejam a Rampa do Caramulo Campeonato Português de Montanha Velocidade, a Rampa Histórica do Caramulo, o Rally Histórico Luso-Caramulo, o Passeio Histórico Viseu-Caramulo, a Colecção de Automóveis, Motociclos, Velocípedes e Miniaturas do Museu do Caramulo, a Feira de Automobilia do Caramulo Pavilhão Multiusos, Concentrações de automóveis e motociclos clássicos no Caramulo Clubes, Actividades lúdicas Outdoor com a empresa Desafios Caramulo, parques infantis insufláveis, bares e zonas chill out com música durante todo o evento, entre outras.

Através desta imensa variedade, o Caramulo Motorfestival assume-se como um evento orientado não só para os verdadeiros aficionados dos automóveis e motociclos, mas também para todo o público em geral, em especial para as famílias que, assim, podem desfrutar de um fim-se-semana inesquecível na Serra do Caramulo.

O Caramulo Motorfestival é organizado pelo Museu do Caramulo anualmente no primeiro fim-de-semana de Setembro no Caramulo, através de uma equipa própria, jovem, dinâmica e com experiência em grandes eventos automóveis como sejam o Raid Figueira da Foz-Lisboa, o Salão Motorclássico, o Estoril Historic Festival ou o Circuito de Vila Real Revival.

Feira de Miniaturas e Brinquedos Antigos do Caramulo

A Feira de Miniaturas e Brinquedos Antigos – Troca, Compra & Venda decorre no Caramulo, sendo já uma referência nos eventos para coleccionadores e entusiastas da temática dos brinquedos antigos. Depois do sucesso das edições anteriores da feira, visitadas em média por cerca de 500 pessoas, o Museu do Caramulo organiza anualmente a feira de troca, compra e venda de miniaturas e brinquedos antigos.

Com a missão de dinamizar todo o meio dos brinquedos, juntando vendedores e coleccionadores de norte a sul num lugar diferente dos habituais, a feira decorre nos dois andares do claustro do século XVIII do museu, situado no seu centro, rodeado pela mais antiga colecção de automóveis antigos de Portugal, e junto da exposição de miniaturas e brinquedos antigos.

Salão Motorclássico

O Motorclássico - Salão Internacional de Automóveis e Motociclos Clássicos, é organizado anualmente pela Museu do Caramulo na FIL, no Parque das Nações, cobrindo uma área superior a 10.000 m² e com uma oferta que vai desde entidades comerciais e institucionais até às exposições temáticas.

O Salão Motorclássico é dedicado exclusivamente ao mundo do automóvel e motociclo clássico, com entidades tão variadas como stands de automóveis, motociclos e velocípedes clássicos, oficinas especializadas e fornecedores de peças, entidades institucionais como museus, clubes, associações, rallys e publicações, automobília e miniaturas de colecção.

A missão do Motorclássico é promover e dinamizar todo o universo dos automóveis e motociclos clássicos, desenvolvendo o seu lado comercial e institucional. O salão tem crescido ano após ano, sendo actualmente visitado por mais de 40.000 pessoas em cada edição.

FONTE WIKIPÉDIA

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

a

A

A

a

a

A

GeraLinks - Agregador de links